sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Doces pés inchados

Sou sorrisos largos,
Vezes, doces como mel,
Vezes, puro escárnio.
Adocicado céu ou amargo fel,
Sou de um veneno raro.
De tanto que sou...
... Meu antídoto é caro.
Que tenha porte,
Se vier suporte.
Erva “danadinha”,
Silêncio forte!

Gi Amor

Um comentário:

  1. Antídoto de desejos!!

    Lindos versos!!

    Abraços e linda noite de sábado

    ResponderExcluir